8 dicas para aplicar antes de comprar um carro usado

  • Home
  • 8 dicas para aplicar antes de comprar um carro usado


Atualizamos as 8 dicas primordiais para você levar em consideração quando for escolher o seu próximo carro usado, e fizemos um apanhado do principal pra você:

1 - Negocie o teste do carro antes de comprar

Dar uma volta com o carro não é suficiente. Para um teste mais minucioso, o ideal é alugar um carro do mesmo modelo (mas alugue o mais velho do estoque da locadora) para que você possa comparar melhor. Caso você tenha algum amigo que tenha o carro, pode-se sugerir uma troca ou empréstimo por alguns dias. Ou também você pode negociar na própria revenda de carro , uma devolução em até 7 dias caso não opte por ficar com o carro. Vale salientar que a garantia por conta do revendedor é de 90 dias, e segundo o código de defesa do consumidor - CDC, não é só pra motor e câmbio e se estende aos demais acessórios do veículo. Essa garantia só é fornecida por um revendedor (pessoa jurídica), ou no caso de pessoa física que faz da venda de automóveis o seu negócio, caso contrario não se aplica o CDC e sim o Código Civil. 

Procure por Revendas de carros usados

2 - Corra de veículos com alta desvalorização

Modelos recém lançados, tendem a ter uma alta desvalorização nos primeiros anos, até o produto se adequar ao mercado. Muitas vezes passam por Recall, ou acabam inserindo novos opcionais, motorizações e segurança nas linhas subsequentes, fazendo com que  o seu carro novo, pouco usado tenha uma enorme desvalorização de mercado. Outro  fator de queda de preço de um veículo é a confiança que aquela marca gera no mercado. Não queremos dizer que as novas marcas que estão presentes no mercado, maioria chinesas, não tem uma boa qualidade. Pelo contrário algumas tem até muita qualidade, porém por ainda não terem um grande reconhecimento no mercado, esse veículo será mais difícil de ser comercializado e normalmente quando é acaba por ser desvalorizado. 

Pesquise veículos de qualidade

3 - Pesquise em cidades próximas ou até um outros estados. 

Essa dica serve para carros usados e carros 0km. Viajar pra comprar um carro em outra cidade pode ser muito lucrativo. Estados e concessionários tem preços diferentes em todo o Brasil. Para carros usados, se leva muito em consideração as distâncias percorridas, os estados da rodovias e rudas daquela cidade. Por exemplo em uma cidade pequena normalmente um carro usado rodou muito menos que em uma grande, mas as vezes se era um carro que viajava, pode ter percorrido várias rodovias em péssimo estado o que faz com que as peçam se desgastem mais rápido. Então tudo deve ser colocado na balança, faça um relatório do carro se possível busque seu histórico. No caso de carros 0km, concessionárias da mesma marca normalmente tem preços diferentes, pesquise e se valer a pena vá buscar em outro domicílio seu carro novo.

Pesquise em Estados e cidades diferentes 


4 - Escolha o crédito certo. 

Os bancos estão facilitando cada vez mais. Mas não é por isso que você deve se endividar até as cuecas. Outra coisa importante é que o financiamento não dure muito, pois assim você não fica pagando por algo extremamente velho. É ótimo também economizar ao máximo para dar uma boa entrada no financiamento. Agora, se você não tiver muita pressa, dá pra apelar para o consórcio. Outra solução são os créditos rápidos, dependendo de seu Score, vale a pena fazer um empréstimo, várias novas startup's de crédito estão surgindo nos dias atuais e aplicando taxas absurdamente mais baratas que os bancos. Pense nisso.

Compre seu veículo financiado.

5 - Descubra se o carro não é roubado. 

Nos dias atuais pode-se diretamente pesquisar os dados de roubo pelo site do Sinesp Cidadão ou pelos seus aplicativos disponíveis na Google Play e Apple Store, ou contratar serviços de empresas de vistoria que por uma pequena quantia podem descobrir se o carro está ou não legalizado. Descubra aqui se está negociando um carro que está em situação de roubo ou furto.

6 - Verifique se o veículo não tem sinistro e seus proprietários anteriores

Acidentes acontecem sem querer, muitas vezes. Mas comprar um carro que foi gravemente danificado é um acidente mais fácil de prevenir. Faça uma consulta veicular, há várias empresas na internet que fornecem este tipo de serviço. Evite ser obrigado fazer um seguro em que  cobre apenas 90% do valor do seu carro, ou até menos, já vimos casos de seguradoras ofertarem apólices cobrindo até 70% do valor venal do veículo, por isso muito cuidado. Outro fator interessante das consultas veiculares, é que sabendo os proprietários anteriores, você cria uma linha do tempo do veículo, por exemplo, se em seus proprietários anteriores tiver um CNPJ, pode ser que esse carro já tenha andado mais do que o registrado no odômetro. por isso vale muito a pena a pesquisa.

Site de Consulta Veicular, ou procure por consulta veicular no Google.

7 - Analise o estado de conservação geral do veículo. 

Mesmo sem ter sido batido, ou sofrido uma enchente, um veículo pode estar uma inhaca por descuido do dono. A primeira coisa que devemos olhar é o manual. Lá mostra se o proprietário fez todas as revisões aconselhadas pela montadora, se tiver o carimbo, leve a concessionária e confirme a quilometragem. Procure pontos de ferrugem e demais detalhes já ditos aqui. Veja se há extintor, macaco, triangulo, chaves de roda e estepe em condições de uso. Procure também por vazamentos e cheiro de óleo queimado. Veja se demora pra ligar (devido a falhas no motor). Teste a suspensão em terrenos de terra irregulares. Ouça ruídos e demais barulhos. Não se esqueça dos amortecedores e pneus. E se você não se sente seguro, leve ao seu mecânico de confiança (mas certifique-se de que ele não seja amigo do proprietário também).

Procure por carros usados

8 - Quando possível, compre o carro de um amigo, ou parente mas aplique todas as dicas

Quanto mais você conhece o dono do veículo, menor o risco. Assim, fica mais fácil reclamar quando surgirem problemas. Também dá pra comprar usados de concessionárias, pois elas tem o nome a zelar. Mas há garagens e estacionamentos sem bandeira que são muito confiáveis também. Lembre-se que ambas, concessionárias ou garagens, são obrigados a oferecem garantia . Veja mais ofertas de carros Usados. 


Por enquanto é isso. Até a próxima!