10 Coisas pra fazer antes de comprar um carro usado

  • Home
  • 10 Coisas pra fazer antes de comprar um carro usado


No site da revista Exame, descobrimos 10 dicas importantes para você levar em consideração quando for escolher o seu próximo carro usado, e fizemos um apanhado do principal pra você:

1 - Teste o carro antes de comprá-lo. 

Dar uma volta com o carro não é suficiente. Para um teste mais minucioso, o ideal é alugar um carro do mesmo modelo (mas alugue o mais velho do estoque da locadora) para que você possa comparar melhor. Dai, circule por onde você passa todos os dias, inclusive na sua vaga de estacionamento.

2 - Saiba quais são os carros que ninguém quer. 

Alguns tipos de veículo são muito difíceis de vender e só devem ser comprados mediante um belo desconto, como carros de cores extravagantes, ou carros encalhados, que não saem da loja, como os importados. Também há preconceitos com carros leiloados, de locadoras ou com histórico de acidente. Isso sem falar de riscos, amassados, tunings, etc.

3 – Saiba quais são os carros que todos querem. 

Hoje, além de notícias e rankings de carros, dezenas de comunidades em redes sociais discutem a qualidade dos veículos. A revista Quatro Rodas divulga a cada ano o ranking dos melhores carros pra comprar. É uma boa pesquisa!

4 - Se possível, compre o carro de um amigo,  

Quão mais o dono do veículo, menor o risco. Assim, fica mais fácil reclamar quando surgirem problemas. Também dá pra comprar usados de concessionárias, pois elas teem o nome a zelar. Mas há garagens e estacionamentos sem bandeira que são muito confiáveis também. Lembre-se que ambas, concessionárias ou garagens, oferecem garantia de 90 dias pra motor e câmbio. Veja mais ofertas de carros em Londrina.

5 - Pesquise também em outras cidades. 

Viajar pra comprar um carro em outra cidade pode ser muito lucrativo. Comprar o mesmo carro 0 km em São Paulo pode custar, em média, 5,2% menos do nordeste e norte do país, onde as estradas são ruins. Os carros usados e seminovos da região Sul são os mais valorizados porque nesta região há uma cultura de conservação do veículo.

6 - Tome o crédito certo. 

Os bancos facilitam cada vez mais. Mas não é por isso que você deve se endividar até as cuecas. Outra coisa importante é que o financiamento não dure muito, pois assim você não fica pagando por algo extremamente velho. É ótimo também economizar ao máximo para dar uma boa entrada no financiamento. Agora, se você não tiver muita pressa, dá pra apelar para o consórcio. Pense nisso.

7 - Descubra se o carro não é roubado. 

Nas concessionárias este problema não existe tanto, agora, quando você compra um usado de uma pessoa física, é bom fazer uma vistoria. O ideal é contratar empresas de vistoria que por uma pequena quantia podem descobrir se o carro está ou não legalizado. Descubra aqui se está negociando um carro que está em situação de roubo ou furto.

8 - Cheque se o veículo não foi danificado em uma colisão grave. 

Acidentes acontecem sem querer, muitas vezes. Mas comprar um carro que foi gravemente danificado é um acidente mais fácil de prevenir. Faça uma vistoria na pintura do carro (seco e limpo) de preferência durante o dia, quando há bastante luz. Verifique a simetria dos parachoques, do teto, dos vidros... Ondulações, amassadinhos e demais detalhes podem indicar que houve uma grave colisão no passado. O mais importante é ver se a estrutura do carro está OK.

9 – Veja se o carro sofreu por enchente. 

A melhor ferramenta para avaliar isso é o cheiro. Saches de perfume costumam ser usados para disfarçar estes odores. Olhe também como estão os estofados – com tecido estiver estragado, é bom desconfiar. De duas uma: ou sofreu enchente, ou está com problemas de vedação.

10 - Analise o estado de conservação geral do veículo. 

Mesmo sem ter sido batido, ou sofrido uma enchente, um veículo pode estar uma inhaca por descuido do dono. A primeira coisa que devemos olhar é o manual. Lá mostra se o proprietário fez todas as revisões aconselhadas pela montadora. Procure pontos de ferrugem e demais detalhes já ditos aqui. Veja se há extintor, macaco, triangulo, chaves de roda e estepe em condições de uso. Procure também por vazamentos e cheiro de óleo queimado. Veja se demora pra ligar (devido a falhas no motor). Teste a suspensão em terrenos de terra irregulares. Ouça ruídos e demais barulhos. Não se esqueça dos amortecedores e pneus. E se você não se sente seguro, leve ao seu mecânico de confiança (mas certifique-se de que ele não seja amigo do proprietário também).

Por enquanto é isso. Até a próxima!

http://goo.gl/ukgVkE